Sobre o vazamento de questões do ENEM no Ceará – Cuidado com os Boatos!

Galera, não se apavorem com os boatos que estão circulando sobre o vazamento da prova. Segundo as informações divulgadas até agora trata-se de uma situação localizada restrita aos alunos de uma escola de Fortaleza que pelo jeito, fotografaram as questões aplicadas pelo MEC para a formação do Banco de Questões do ENEM. Todos os alunos da escola tiveram o ENEM cancelado e vão fazer a prova em novembro, junto com a aplicação do ENEM específico para os presídios.

Veja abaixo duas matérias publicadas em diferentes portais da internet.

Do portal Terra:

MEC: no total, 14 questões do Enem foram copiadas de pré-teste 

O Ministério da Educação (MEC) confirmou nesta quinta-feira que 14 questões que estavam em apostila distribuída a alunos de um Colégio Christus de Fortaleza foram copiadas de dois dos 32 cadernos de pré-teste do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) aplicado no ano passado na mesma escola. Essas mesmas questões foram cobradas na prova do Enem ocorrida no último fim de semana. Os candidatos da instituição terão que refazer a prova por determinação do MEC.

Segundo dados levantados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), 91 estudantes da instituição participaram, em outubro do ano passado, da fase de pré-teste do Enem. O pré-teste dos itens é feito pelo Inep para avaliar se as questões em análise são válidas e qual é o grau de dificuldade. Depois de aprovadas, elas são incluídas em um banco de itens utilizado para montar a prova. De acordo com o MEC, nenhum dos cadernos aplicados aos alunos do Christus foi extraviado, mas os técnicos do Inep constataram que as questões contidas nas apostilas são cópias do material aplicado em 2010. O MEC, entretanto, ainda não esclareceu como o material foi copiado.

“Constatou-se, portanto, que as questões não são de domínio público, nem muito menos que as questões do pré-teste tenham sido memorizadas pelos estudantes”, disse o ministério por meio de nota. As escolas que vão participar do pré-teste do Enem são escolhidas por sorteio. Segundo o MEC, os alunos foram informados apenas de que se tratava de um pré-teste para o Banco Nacional de Itens do Inep, que auxiliaria nas avaliações aplicadas pelo órgão.

De acordo com o ministério, as denúncias de que alunos tinham recebido apostilas com questões idênticas as que foram cobradas na prova do Enem chegaram por meio das redes sociais e também pelo serviço de 0800 da pasta. Há relatos de que os alunos do Christus receberam orientação dos professores de que não deveriam compartilhar o material com candidatos de outras escolas. A Polícia Federal no Ceará investiga o caso.

Em nota, o colégio informou que vai recorrer da decisão do ministério de cancelar a prova dos alunos do Christus e nega que tenha praticado qualquer ato ilegal. Para o colégio, a solução mais justa é anular as questões que vazaram.

Do Portal G1:

27/10/2011 07h48 – Atualizado em 27/10/2011 09h43

Alunos que tiveram Enem cancelado no CE dizem que vão melhorar nota

Estudantes dizem que querem ‘melhorar a reputação da escola’. Candidatos de outras escolas afirmam ter tido acesso a questões do Enem.

André Teixeira Do G1 CE

Alunos do Colégio Christus, em Fortaleza, que tiveram o exame do Enem cancelado pelo MEC nesta quarta-feira (26), afirmam que vão estudar para melhorar a nota em relação à primeira prova. “Queremos melhorar nossa nota, passar a melhor imagem porque repercutiram de forma muito ruim essa notícia”, diz o pré-vestibulando Matheus Atalânio, 18 anos.

Matheus acertou 56 questões no primeiro dia do exame – de um total de 90 – 75 no segundo dia e afirma ter feito uma boa redação. “O colégio preparou bem, independentemente de questões iguais”, diz o aluno.

O aluno afirma também que, quando recebeu o material com as questões semelhantes às do Enem, o professor teria dito: “Esse é o melhor material que temos sobre o Enem; é melhor não mostrar para os concorrentes”. Ele diz também que a anulação da prova para os alunos do Christus é injusta.

Uma outra aluna do Christus, de 17 anos, que prefere não se identificar também afirma que a meta dela é melhorar a pontuação em relação ao primeiro exame, cancelado nesta quarta-feira. “Já conversei com os colegas e vamos formar grupos de estudo. O colégio também vai nos dar apoio”, afirma a estudante.

Uma aluna de outra escola do Ceará, afirma que teve acesso a material distribuído no Christus. “Vários alunos também tiveram acesso ao material. Eu acho que é injusto. Se for para refazer, é para todo mundo pelo menos de Fortaleza”, diz..

O Ministério da Educação anunciou no final da tarde desta quarta-feira (26) que os 639 estudantes do Colégio Christus que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) terão suas notas anuladas e vão precisar fazer novamente a prova.

O MEC constatou que a escola distribuiu apostilas nas semanas anteriores ao exame com questões iguais e uma similar às que caíram nas provas realizadas no sábado (22) e domingo (23). Os candidatos do Christus poderão fazer novamente o Enem em 28 e 29 de novembro, dias nos quais o exame será aplicado para pessoas submetidas a penas privativas de liberdade e adolescentes sob medidas socioeducativas. As questões do Enem que aparecem nas apostilas não serão canceladas.

Em nota, a direção do colégio afirmou que as questões constam em um banco de dados de perguntas que a escola recebe de professores, alunos e ex-alunos para promover simulados para o Enem. O colégio diz ainda que “como há o pré-teste de questões utilizadas no Enem, existe a possibilidade de que essas questões caiam no domínio público antes da realização oficial do exame, as quais eventualmente podem compor o banco de dados de professores e de outros profissionais da área de educação”.

Dez questões idênticas

Um estudante cearense ouvido pelo G1 relatou que, depois de ouvir comentários na escola dele sobre a antecipação das questões, resolveu comparar com a prova do Enem. “Comprovei que no material do outro colégio [Christus] havia questões idênticas as das provas de matemática, ciências e linguagens”, afirma. Dizendo-se indignado, o candidato tirou fotos das questões iguais e postou na internet, o que gerou repercussão nas redes sociais. Dois alunos do Christus  confirmaram que receberam quatros livretos do colégio que continham pelo menos 10 questões iguais e uma similar ao Enem.

G1 comparou as questões dos quatro livretos da escola com os cadernos Azul, da prova de ciências humanas e ciências da natureza, e Amarelo, da prova de linguagens e matemática, do Enem. Há pelo menos 10 questões iguais e uma similar nos materiais.

Na prova de ciências da natureza, foram detectadas 5 questões idênticas às dos livretos. Em matemática e ciências humanas, são duas questões iguais em cada um dos testes. Na prova de linguagem, uma questão idêntica.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s