Veja as datas da FUVEST, UNESP E UNICAMP!

Galera, vamos ficar ligados. Saiu as datas de isenção das provas dos vestibulares da FUVEST (USP), UNESP e UNICAMP.

O site UOL Educação sistematizou as datas:

Calendário da Fuvest
Inscrições – de 21 de agosto ao dia 11 de setembro
Primeira fase – 26 de novembro
Segunda fase – 7, 8 e 9 de janeiro de 2018

Calendário da Unicamp
Inscrições – de 31 de julho ao dia 31 de agosto
Primeira fase – 19 de novembro
Segunda fase – 14, 15 e 16 de janeiro de 2018
Provas específicas – 22 a 25 de janeiro de 2018

Calendário da Unesp
Inscrições – 11 de setembro ao dia 9 de outubro
Primeira fase – 15 de novembro
Segunda fase – 17 e 18 de dezembro
Lista de aprovação – 2 de fevereiro de 2018

ISENÇÃO: VÁ ATRÁS!
Lamentavelmente as universidades estaduais paulistas tem um sistema muito restritivo para solicitação de isenção da taxa de inscrição para os vestibulares.
Para se ter uma ideia a data limite para solicitação na UNIMCAP é dia 23/5 (hoje!), muito antes da inscrição oficial da prova (31/7 a 31/8).

A isenção é um direito do estudante que não tem recursos para pagar a taxa de inscrição para as provas. Vale a pena correr para buscar a isenção.

Dica de blog: Análise de Texto – 100 dicas

Nesse blog você vai encontrar uma série de dicas a respeito de ortografia, significação de palavras, acentuação. São erros comuns entre as pessoas que se propões a escrever. Erros gramaticais e ortográficos devem, por princípio, ser evitados. Alguns, no entanto, como ocorrem com maior freqüência, merecem atenção redobrada. Veja os cem mais comuns do idioma e use esta relação como um roteiro para fugir deles.
Visita lá: http://www.analisedetextos.com.br/p/100-dicas.html

Fuvest, Unicamp, Unesp, Unifesp, ITA e PUC divulgam calendários para vestibular 2013 – Via UOL Vestibular

Do UOL, em São Paulo

Unesp (Universidade Estadual Paulista), Fuvest (Fundação Universitária para o Vestibular da USP), Unicamp (Universidade Estadual de Campinas),  ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e as PUC (Pontifícia Universidade Católica) de São Paulo e de Campinas (SP) divulgaram nesta terça-feira (17) as datas de seus vestibulares para ingresso em 2013.

Veja datas do calendário unificado

VESTIBULAR 1ª FASE 2ª FASE
Fuvest 25 de novembro de 2012 6 a 8 de janeiro de 2013
Unicamp 11 de novembro de 2012 13 a 15 de janeiro de 2013
Unesp 18 de novembro de 2012 16 e 17 de dezembro
Unifesp Enem: data a ser divulgada pelo INEP/MEC (3 e 4 /11) 13 e 14 de dezembro de 2012
ITA 11 a 14 de dezembro de 2012 (fase única) ————–
PUC-SP 2 de dezembro de 2012 (fase única) ————–
PUC-Campinas 30 de novembro e 1º de dezembro de 2012
(fase única)
————–

Fuvest

As provas do vestibular 2013 da Fuvest, que seleciona alunos para a USP (Universidade de São Paulo) e para a Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, serão realizadas nos dias 25 de novembro (1ª fase) e de 6 a 8 de janeiro de 2013 (2ª fase).

As inscrições acontecem entre 24 de agosto e 10 de setembro. Veja mais informações aqui.

Unicamp

A primeira fase do vestibular 2013 da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) será realizada no dia 11 de novembro; a segunda etapa acontece entre os dias 13 e 15 de janeiro de 2013. Os interessados poderão se inscrever entre 20 de agosto e 14 de setembro. Veja mais informaçõesaqui.

Unesp

A primeira fase do vestibular da Unesp (Universidade Estadual Paulista) acontece no dia 18 de novembro, com os resultados sendo divulgados no dia 4 de dezembro. Os aprovados fazem a segunda fase nos dias 16 e 17 de dezembro. As inscrições para os que não solicitarem isenção de taxa acontecem entre os dias 17 de setembro e 11 de outubro. Mais informações aqui.

Unifesp

As provas de conhecimentos específicos do sistema misto do vestibular 2013 da Unifesp serão aplicadas nos dias 13 e 14 de dezembro. Esse sistema também utiliza a nota do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) como parte da seleção. Veja mais informações aqui.

ITA

As provas do vestibular 2013 do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica) serão aplicadas entre os dias 11 e 14 de dezembro, das 8h às 12h (horário de Brasília), em 22 cidades do país. As inscrições acontecem entre os dias 1º de agosto e 15 de setembro. Veja mais informações aqui.

PUC-SP e PUC-Campinas

A PUC-SP aplicará as provas do vestibular 2013 no dia 2 de dezembro. As inscrições para o processo seletivo serão realizadas entre os dias 28 de outubro e 22 de novembro. Veja mais infromações aqui.

No vestibular 2013 da PUC-Campinas, as provas acontecem nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro. Mais informações aqui.

Candidatos da Fuvest terão de levar foto 3×4 para a 2ª fase neste domingo

Via portal G1

Provas serão feitas em três dias e começam sempre às 13h.
Nota da primeira fase será usada no cálculo final.

Os 31.503 candidatos que continuam na disputa por uma das 10.952 vagas oferecidas no vestibular da Fuvest deverão levar uma foto 3×4 recente no primeiro dia da segunda fase, que começa neste domingo (8), quando serão aplicadas as provas de redação e português a partir das 13h (de Brasília).

De acordo com o manual da Fuvest, “os candidatos convocados para a segunda fase deverão entregar, no primeiro dia de exame, quando solicitada pelo fiscal da sala, uma foto 3 x 4 recente”. Além da foto, o candidato deverá levar caneta esferográfica de tinta azul ou preta, lápis nº 2, borracha, régua graduada, água e alimentos. Para as provas do 3º dia que contenham questões de matemática, levar também esquadros, transferidor e compasso.

Fuvest primeira fase vestibular (Foto: Flavio Moraes/G1)Candidatos fazem a prova da primeira fase do vestibular da Fuvest (Foto: Flavio Moraes/G1)

A segunda fase do vestibular da Fuvest começa neste domingo (8) com três provas analítico-expositivas, obrigatórias para todos os candidatos. Cada um dos exames vale 100 pontos.

Em todos os dias, os portões para ingresso dos candidatos serão abertos às 12h30 e serão fechados às 13h. Não serão permitidos retardatários. Os vestibulandos só poderão deixar o local de exame a partir de 15h.

Para saber onde fará a prova, o candidato deve acessar o site da Fuvest, abrir a página “Convocados 2ª. Fase” (lista em ordem alfabética) e clicar sobre o seu nome.
A Fuvest aconselha que os endereços sejam visitados no sábado, a partir de 10h, quando as listas de candidatos estarão afixadas.

Como são as provas
Na prova deste domingo, o candidato terá de fazer uma redação e dez questões, de igual valor, de interpretação de textos, gramática e literatura. O exame vale 100 pontos, sendo 50 destinados à redação.

A segunda prova, que será aplicada na segunda-feira (9), é constituída de 16 questões, de igual valor, sobre as disciplinas do núcleo comum obrigatório do ensino médio (história, geografia, matemática, física, química, biologia, inglês). Neste dia, o candidato também encontrará questões interdisciplinares.

Até o ano passado, a segunda prova da segunda fase do vestibular da Fuvest tinha 20 questões. A diminuição o número de perguntas de 20 para 16 é uma das quatro mudanças que foram inauguradas no processo seletivo deste ano.

A terceira prova, de terça-feira (10), é formada por 12 questões, de igual valor, de duas ou três disciplinas, a depender da carreira escolhida. Se forem duas disciplinas, serão seis questões em cada uma delas. Se forem três disciplinas, serão quatro questões em cada uma delas.

Algumas carreiras exigem também uma prova de habilidades específicas, como parte da segunda fase, com peso dois. Antecipada ou não, esta prova é realizada em um ou mais dias, conforme a carreira, e também vale 100 pontos.

Mudanças
Além da diminuição do número de questões do segundo dia de provas, o exame deste ano inaugura um pacote com mais quatro mudanças.

A nota da primeira fase volta a ter peso na nota final do candidato. Em 2009, a primeira fase havia deixado de valer na nota final e servia apenas para classificar o candidato para a segunda fase. Outras mudanças são o aumento da nota de corte da primeira fase de 22 para 27 pontos; a aprovação de dois a três estudantes por vaga com nota acima da mínima para a segunda fase – hoje são três candidatos; e a opção do vestibulando mudar de carreira caso não seja convocado após a terceira chamada.

A lista de aprovados sai em 4 de fevereiro, e as matrículas devem ser feitas em 8 e 9 de fevereiro.

Ciência sem Fronteiras lança bolsas para estudo em seis países

Chamadas públicas somando 13 mil vagas para estudantes interessados em cursar o ensino superior em instituições estrangeiras serão lançadas pela presidente Dilma nesta terça-feira.

Estudantes brasileiros interessados em cursar o ensino superior em instituições estrangeiras poderão se candidatar a bolsas por meio das chamadas públicas do Programa Ciência sem Fronteiras (CsF). Os editais, que selecionarão candidatos ao estudo em seis países, serão lançados nesta terça-feira (13) pela presidente da República, Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto.

Também participam da solenidade os ministros da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, e da Educação, Fernando Hadad, os presidentes do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Glaucius Oliva, e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Jorge Guimarães, e embaixadores brasileiros e dos países participantes dos acordos.

A partir de seleções públicas, coordenadas pelo CNPq e pela Capes, serão selecionados estudantes para instituições de ensino superior dos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Itália, França e Canadá. As oportunidades são em cursos de graduação na modalidade sanduíche e, no caso do Canadá, tecnólogo sanduíche. A previsão é que cada um dos países ofereça, até 2014, 10 mil bolsas de graduação (no caso dos EUA, 18 mil).

Para a seleção que começa em 13 de dezembro, os editais lançados totalizam 12.500 vagas em graduação. O período de inscrições irá de 13 de dezembro de 2011 a 15 de janeiro de 2012. A previsão é que, a partir de março de 2012, os estudantes selecionados estejam nos países para os quais se candidataram. Durante os seis primeiros meses eles terão a possibilidade de frequentar cursos de idiomas no país de destino.

Primeiros selecionados – Também serão anunciados os 1.500 selecionados no primeiro edital do Programa Ciência sem Fronteiras, que cursarão graduação na modalidade sanduíche em universidades norte-americanas. A chamada pública, coordenada pela Capes, recebeu 7.007 inscrições. Dos selecionados, 841 embarcam em janeiro de 2012, e os demais, em julho de 2012.

Dois outros editais serão lançados com objetivo de trazer estrangeiros ou brasileiros que atuam no exterior. O primeiro, Atração de Jovens Talentos (BJT), é voltado a atrair e estimular a fixação, no Brasil, de jovens pesquisadores residentes no exterior, preferencialmente brasileiros, que tenham destacada produção científica e tecnológica. O segundo, Pesquisador Visitante Especial (PVE), busca fomentar o intercâmbio e a cooperação internacional visando o fortalecimento das pesquisas em temas prioritários por meio de parceria com lideranças internacionais.

Por sua vez, a chamada pública Curso Superior de Tecnologia Sanduíche no Canadá (Tecnólogo Sanduíche), voltada a estudantes de instituições da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, permitirá a realização de estudos e estágio em instituições de ensino do Canadá. A seleção dos alunos (são 500 vagas) será feita pelas instituições.

Decreto – Na cerimônia, a presidenta Dilma Rousseff assinará o decreto que regulamenta o programa. De acordo com o ato, o Ciência sem Fronteiras concederá bolsas de estudos em instituições de excelência no exterior nas modalidades graduação-sanduíche, educação profissional e tecnológica e pós-graduação (doutorado-sanduíche, doutorado pleno e pós-doutorado).

O CsF é uma iniciativa do governo federal que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileiras por meio do intercâmbio de alunos de graduação e pós-graduação e da mobilidade internacional. O projeto prevê a concessão de até 100 mil bolsas de estudo no exterior em quatro anos, das quais 75 mil apoiadas pelo governo e 25 mil pela iniciativa privada.

O programa é fruto de esforço conjunto dos ministérios da Ciência e Tecnologia (MCTI) e da Educação (MEC), por meio de suas respectivas instituições de fomento – CNPq e Capes – e das secretarias de Ensino Superior e de Ensino Tecnológico do MEC.

(Ascom do MCTI e Ascom da Capes)

Fonte: Jornal de Ciência

Contagem regressiva para vestibulares e ENEM

Faltam 7 dias para o vestibular da UNESP.

Faltam 14 dias para o vestibular da UNICAMP.

Faltam 21 dias para o vestibular da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo e Fundação Santo André.

Faltam 29 dias para a Fuvest (USP).

Faltam 36 dias para o Vestibular das FATECs e Faculdade de Medicina de São Bernardo do Campo

Faltam 181 dias para o próximo ENEM  (Abril de 2012).

Há tempo para estudar e para se preparar. Basta se organizar.

Entenda como universidades federais utilizam o Enem

Matéria publicada no jornal O Estado de S. Paulo.

Com 9 mil vagas, a UFRJ supera a Federal do Ceará e será a universidade que mais selecionará alunos pelo Sisu

Felipe Mortara – Estadão.edu

A decisão da UFRJ de abolir o vestibular e usar só Enem escancarou as diferenças entre as principais universidades dos principais polos de ensino do País. A UFRJ anunciou que vai oferecer suas mais de 9 mil vagas exclusivamente pelo Enem, enquanto a USP, Unicamp e Unesp, continuam tendo vestibulares próprios. Apesar das principais universidades paulistas serem estaduais, a eficiência de um único exame nacional como forma de avaliação dos candidatos ainda é interpretada de modos diferentes pelas instituições.

A USP, considerada a melhor universidade do País, passou a usar o Enem no somatório em 2000, mas parou em 2009 após problemas decorrentes no atraso do exame após o vazamento da prova. O processo de seleção é feito através do vestibular da Fuvest, fundação própria que elabora o exame. As inscrições começam no dia 26 de agosto e a prova da primeira fase acontece no dia 27 de novembro. A segunda etapa será entre 8 e 10 de janeiro.

A Unicamp, por sua vez, teve mudanças consideráveis nos últimos anos após diminuir a notória importância que dava às questões dissertativas. Ao apostar numa avaliação majoritariamente objetiva, o vestibular da estadual de Campinas voltou a se assemelhar ao das outras estaduais paulistas, como era até os anos 80. Mesmo não utilizando a nota do Enem na primeira fase, é permitido ao candidato que passar à segunda fase optar por usar a nota do Enem como complemento da nota da primeira fase no cálculo da nota final do exame. As primeira fase será dia 13 de novembro, e a segunda de 15 a 17 de janeiro de 2012.

Assim como fez em seu vestibular de meio de ano, a Unesp deve utilizar o resultado do Enem 2009 ou 2010 no somatório dos candidatos do vestibular 2012.  Em novembro, no dia 6, acontece a primeira fase e segunda nos dias 18 e 19 de dezembro.

Assim como na UFRJ, em outras federais também fica clara uma maior penetração do Enem como critério de avaliação dos candidatos. No Estado de São Paulo a Unifesp é a única universidade federal que utiliza o Enem como único meio de ingresso para alguns cursos. Para outros cursos, como Medicina, há, além do Enem, uma prova complementar e configurando assim o Sistema Misto de Ingresso.

Continuar lendo