Para conhecer mais o Reitor da USP, João Grandino Rodas

O mesmo Rodas que permitiu a ação truculenta da PM no campus da USP há uma semana [8 de novembro] deu uma mãozinha para os carrascos das vítimas da ditadura de 1964 a 1985 (…) Na Comissão Especial sobre Mortos e Desaparecidos Políticos, ele votou contra a culpabilidade do Estado pela morte e desaparecimento de vários presos políticos.” — Carlos Lungarzo, membro da Anistia Internacional.

Lendo o artigo de Conceição Lemes no site “Vi o Mundo”, do jornalista Luiz Carlos Azenha, dá para ficar sabendo que o sadismo contra estudantes não é de hoje. Ele votou contra a responsabilização do Estado no caso do assassinato do secundarista Edson Luiz Lima Souto, morto com um tiro no peito, no restaurante Calabouço, no Rio de Janeiro.

Leia mais sobre o assunto no artigo Rodas deu uma mãozinha aos carrascos de Zuzu Angel.